Sobre os Cânions

Alt text Cânion Itaimbezinho - Parque Nacional de Aparados da Serra (Foto: Cambará Online)

A formação dos continentes

Há 200 milhões de anos, a maior parte da superfície do planeta já estava coberta pela água e existia apenas um continente chamado Pangea, que em grego significa “uma terra só”. Esse supercontinente sofreu um processo de fragmentação, chamado de deriva continental e deu origem aos continentes que conhecemos hoje. A teoria foi comprovada em 1912, por Alfred Wegener, após estudar a semelhança entre a costa do Brasil e da África. É devido a essas fragmentações e movimentações das placas tectônicas que se originaram, por exemplo, as montanhas, os vulcões e os nossos belos e instigantes cânions. Saiba que:

Cânion é a denominação utilizada para designar vales profundos e encaixados, os quais adquirem características mais pronunciadas quando cortam sequências sedimentares, vulcânicas e vulcano-sedimentares, horizontalizadas.

Pangea é a designação empregada para identificar um megacontinente que existiu a cerca de 250 milhões de anos atrás, formado pela junção de todos os continentes hoje existentes. A cerca de 200 milhões de anos este megacontinente partiu-se, originando dois supercontintentes: a Laurásia (formada hoje pela Europa, América do Norte e Ásia) e o Gondwana (constituído hoje em dia pela América do Sul, África, Antártica, Austrália e Índia).

Gondwana é a designação empregada para identificar um supercontinente que existiu até aproximadamente 200 milhões de anos atrás, formado a partir da desintegração do megacontinente denominado de Pangea. O supercontinente gondwânico era formado pelas frações que atualmente constituem a América do Sul, África, Antártica, Austrália e Índia.

Fonte: Site do Serviço Geológico do Brasil / Site do Fantástico

Link interessante:
* Faça uma viagem virtual e conheça toda história geológica da região dos Aparados da Serra. O estudo “Excursão Virtual aos Aparados da Serra – RS” foi realizado pelo Serviço Geológico do Brasil (clique aqui).

http://www.cprm.gov.br/Aparados/index.htm